quinta-feira, 17 de abril de 2008

Quero te sentir


Não quero esquecer o dia
Que senti as tuas mãos em mim
Percorrendo pelo meu corpo todo

Pelo meu corpo abaixo vagueava tua língua
Á procura do meu sexo
Procurando seu aroma

Não sei o que foi essa sensação
Do teu suspiro nas minhas coxas
Não sei o que senti

Meu ego me matava
Meu jeito desajeitava
Naquele suspiro meu corpo tremia nas tuas mãos

Chora meu corpo
Pedindo mais de ti
Chora querendo te sentir em mim.

Veio teu pecado sem dó nem piedade
Ponderou do meu ego Saciando minha fonte
Quero sentir-te mais uma vez em mim

Não quero que pares
Quero apenas que começas tudo de novo
Quero que me sintas.

Quero sentir-te todo em mim.
Quero sentir teu puder
Que faz chorar de desejo

Quero sentir a sensação
Do teu ser duro, com minha saliva
Quero as saborear

Quero sentir esse teu aroma 
Masculino, que me enlouquece
me faz gemer noite a dentro

Sou toda tua
me come toda

Não pares
Quero que me maltrates
Me faz sentir teu calor

Quero sentir-te em mim
Não pares, me faz sentir me faz gritar

que ainda meu desejo
te deseja


Artemisa Ferreira

1 comentário:

  1. Odja realmente td es poema sta excelente, m curti tcheu e mta dau nha força pa bu continua. Força. Bu tene tcheu talento e bu tem td pa bu consigui bu objectivos.. bjs

    ResponderEliminar