quinta-feira, 23 de junho de 2011

teson dexadu

É txiga é ka flan nada
É ka ri é ka papaia
Ami xintadu ta spera um oi

É labanta é djobem
É da um passo um passo
ti ki é txiga na mi

é dam na parede n´gemi
canto n’ta xinte djé lapiba na mi ta namuram
Sima n’tinha sodade del é namuram n’namural

N’xinte si mó ta subim na brasu
Di ripenti riba´l nha mama ta corri
Perna tremem rabadidja comesa ta dan latxi

É dixi ku boka na nha piskos é mordi ui ui ui
É abrim perna dixim kalsinha
Metem dedu na bakalhau ai ai aia mmmmm

N’deseja pa tempo pára
Pa horas disaparesi
Pa mundo kaba pa nu fica nos três mi kol ku teson

Mas di ripenti é poi boka na nha obidu é flam
“Hoxi ti si kim sata dau n’tem k bai”
Perna treme rabadidja puxa boka
É tram dedu di bridja é txupa ui

N’bai pam papaia é pom mó na boka é fla
“Hoxi nka kré obi num palavra di bu boka
Apenas nkré bai ku gosto di bu cabadura na nha boka”