segunda-feira, 15 de julho de 2013

Homem dos SÁBADOS



O Eros que aguenta os céus
às tardes dos sábados entra pelo meu quarto
se tivesse uma cama, deitaria nela,
mas como roubaram as molas do meu colchão
ele aconchega entre os meus seios

Os sábados estão a diminuir
e os domingos a apontar
o delírio das minhas coxas a aquecer,
apertarei os seios entre seus lábios
e abrirei os quadris ao seu pau…. 

Sem comentários:

Enviar um comentário