sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Tua

Enquanto finjo ser teu Brasil
tomas-me como teu Vietename
mas com cintura de Paris
e lábios d'África

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

à trois

Amaço a cara dela com as nádegas
Geme por baixo –  não sei se é de dor ou de orgasmo
Não quero saber - A dor tesa me…
Quando o membro em frente estica
A cadela por baixo come
Arrepio e aleito

A noite morre
A lua acorda
Quando o falo jaz
Rabisco os lábios com esperma
Entre o chicote e o masoquismo faço que a puta lambe-me a boca