sexta-feira, 28 de março de 2014

Mocho



a noite aproxima
a ansiedade chora
os mochos cochicham,
não demores...
                     - que...
meu marido levou minhas vestes
estou obrigada a ficar nua à tua espera,
o vento que atravessa o vale
jorra inveja e deixa-me fria

Não demores:..
                    desperdício meu..

terça-feira, 11 de março de 2014

Ao namorado



Enquanto o sol beija a janela
o ar húmido do aposento despe a pele morna que sustenta a alma
 
entrose, torce
culta, escuta
volta e… rola

O alarido do corpo expele o líquido que a culpa carrega
O cão que ao lado dorme não respira e nem move
Podiam as cadelas pernas abrissem
que o cheiro não passa pelas veias e nem levado pelo vento
Porque cão que rabo morde, osso não come.

sábado, 8 de março de 2014

Deixa-me



Minha...
Deixa-me amar-te à flor da pele
Deixa-me alimentar desse cheiro que a lavanda banhou
Deixa tua alma morrer aos meus braços,
que o prelúdio da nossa história acabou de começar
Oiça em silêncio esse peito a cristal que construíste - Deixa-me

Deixa-me amar-te assim coisa minha,
nua, quente e fértil
serei o estrume da tua horta
Deixa-me amar-te assim, do suor à espuma
da espuma à toalha - Cálido
Deixa-me Afrodita minha.