quarta-feira, 18 de março de 2015

aindaaa

veias abaixo
corre o suor do teu fôlego

o cheiro do suspiro ainda arrepia
evaporaram os pelos a sílaba
a virilha ainda transpira o olhar
a suave língua das mãos rolam entre as pernas

Ela ainda recorda os quatro anos ejaculados